quinta-feira, 30 de agosto de 2018

1 de Setembro de 2018 às 11.30h no Mosteiro da Imaculada Conceição de Monjas Concepcionistas em Campo Maior Iniciação à Vida Religiosa Tomada de Hábito da Dina Correia e Profissão de Votos Simples de soror Joana Filipa da Siva oic



quinta-feira, 26 de abril de 2018

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

No próximo dia 17 de Setembro...
PROFISSÃO TEMPORÁRIA de
soror Maria do Carmo de Jesus Escondido oic,
rezemos por ela, que reza por nós.



segunda-feira, 29 de maio de 2017


As Monjas Concepcionistas de Campo Maior
recebem nova postulante
Passados quase dois anos e em pleno ano centenário das aparições da Virgem Imaculada na Cova da Iria, novamente se abre a clausura, das Filhas de Santa Beatriz em Campo Maior, para receber uma nova postulante.
Desta vez, a jovem que começa a viver neste “divino caminho” (Regra, Capítulo II, 2), levando a Mãe de Deus, entronizada no seu coração, como exemplo de vida, para imitar a sua conduta inocentíssima (cf. Regra, Capítulo III, 7) é a Dina Isabel Correia. Chegou depois de almoço, acompanhada pelos pais, pela irmã e pelo pároco, vinda de Vila Franca de Xira. E, por volta das 15.30h, depois de se despedir da família e receber a bênção do pároco, foi recebida em festa, pela comunidade monástica à porta da clausura.
A Dina acolheu o chamamento de Deus e decidiu consagrar-lhe a sua vida, seguindo o caminho de radicalidade evangélica inaugurado por Santa Beatriz da Silva, abandonando “a vaidade do mundo e, vestindo o hábito desta Regra, desposar-se com Jesus Cristo nosso Redentor, pela honra da Conceição Imaculada da sua Mãe, façam voto de viver sempre em obediência, sem propriedade e em castidade, com clausura perpétua” (Regra, Capítulo I, 1).
Pela oração, como Maria de Betânia (cf. Lc 10, 29) e prostrando-se aos pés do Senhor, virando para Ele o olhar da alma, como incenso queimado a Deus, quer oferecer-Lhe um cântico de louvor e de intercessão em favor dos Homens seus irmãos. Aqueles a quem até agora corou as feridas do corpo.
Levando a Mãe de Deus, entronizada no seu coração (cf. Regra, Capítulo III, 7), a partir de agora, implorará de Deus, a cura das almas.
Pertencente ao Caminho Neo-Catecumenal, estudou enfermagem na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa e exercia a sua profissão na NephroCare Portugal, SA.
Escolheu o dia 29 de Maio para a sua entrada no Mosteiro, por ser este o dia da sua Primeira Comunhão. Que “Jesus Escondido”, como chamava à Eucaristia São Francisco Marto, seja o seu alimento e a sua força. E o Coração Imaculado da “Senhora mais brilhante que o Sol” seja o seu refúgio e o caminho que a conduz até Deus.
Como sentinela vigilante espere o Senhor que vem (cf. Lc 12, 37), para que quando o Senhor chegar, encontre orantes sobre a terra.
Seja a sua vida, oculta, laboriosa e orante um hino de louvor em honra da Imaculada e para a glória de Deus (cf. Ef 1, 14) e possa cantar como São Paulo: “Já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim” (Gl 2, 20).

terça-feira, 20 de dezembro de 2016